segunda-feira, 7 de junho de 2010

Rámakrisha e o macaco


Rámakrishna foi um sábio hindu de linha tântrica, que viveu na Índia entre o final do século XIX e o início do século XX.
Rámakrishna comparava a mente humana com um macaco irrequieto, que tivesse tomado álcool, tivesse sido picado por um escorpião e, ainda por cima, se lhe tivesse ateado fogo ao pêlo! Isso, somos nós...
Para alcançar sucesso no Yôga precisa-se primeiramente de retirar o fogo (pratyáhára); depois, retirar o veneno do escorpião (dháraná); em seguida, retirar o álcool (dhyána); e, finalmente, retirar o próprio macaco (samádhi). Retirar o macaco corresponde a retirar de nós o aspecto animal, aquilo que ainda nos caracteriza como um homem bicho. Entrar em samádhi, tirar o animal, significa transcender a condição de mamífero humano e galgar uma escala evolutiva mais elevada.

1 comentário:

  1. Fantástica elucidação! Eu não conhecia. Obrigado.
    Paulo Cavalheiro.

    ResponderEliminar

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails